Presidente do Sebrae Nacional afirma que o SENAI-RN está centrado em uma “inovação formidável” no setor de energia

21/07/2021   11h09

Diretoria do SENAI-RN recebe representantes do SEBRAE Foto: Moraes Neto

 

“O Brasil precisa muito de inovação, uma realidade escancarada durante a pandemia de Covid-19, que está em ebulição e deverá trazer “de uma maneira muito forte” ao país o aumento de ganhos com agregação de valor e produtividade, entre outras saídas”.

 

A análise foi feita nesta terça-feira (20) pelo presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, durante visita ao HUB de Inovação e Tecnologia do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Rio Grande do Norte (SENAI-RN) – o HIT – onde conheceu laboratórios, áreas de ensino para cursos profissionalizantes e planos de expansão com diversos ambientes de fomento à inovação em desenvolvimento.

 

“Aqui vocês estão centrados em uma inovação formidável no setor de energia e uma palavra-chave que encontramos são parcerias, a essência da qualidade das parcerias que o Sebrae também está buscando”, disse Melles, acrescentando que a proximidade entre Sebrae e SENAI “não é só uma tendência, mas uma realidade em crescimento em prol do desenvolvimento industrial e da evolução da micro, pequena, da média e da grande empresa”.

 

A visita às instalações do HIT fez parte de uma programação mais ampla da passagem do executivo pelo Rio Grande do Norte, onde conheceu as estruturas do Sebrae-RN e de parceiros do ecossistema de inovação do estado, como o Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), no HIT.

 

Inovações

O HUB de Inovação e Tecnologia do SENAI RN reúne o ISI-ER e o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER) – principais referências do SENAI no Brasil para soluções de educação, pesquisa, desenvolvimento e inovação para as indústrias de energias renováveis, do gás e sustentabilidade, com exemplos de trabalhos no histórico que vão desde o desenvolvimento inédito de um microreator para mitigação de gases do efeito estufa, até medições realizadas pela primeira vez no país para atestar o potencial de geração de energia eólica offshore, no mar.

 

Dentro da estrutura de 20 mil metros quadrados que dividem, laboratórios de robótica do Serviço Social da Indústria (SESI), salas de aula que atraem mais de 1 mil alunos diariamente para cursos profissionalizantes da indústria e outros ambientes de ensino e inovação em funcionamento ou no gatilho também ocupam espaços.

 

Presidente Nacional do Sebrae em visita às instalações do HUB de Inovação e Tecnologia do SENAI-RN  Foto: Moraes Neto

 

Um habitat de inovação para abrigar grandes indústrias e uma incubadora para micro e pequenas empresas e também startups, idealizada e construída em parceria com o SEBRAE-RN – com expectativa de início de operação no segundo semestre deste ano – estão entre os mais novos instalados.

 

“Vamos incubar empresas que desenvolvam soluções em tecnologia do gás, de energias renováveis e de áreas correlatas”, explica Rodrigo Mello, diretor do ISI-ER e do CTGAS-ER, a quem coube guiar o presidente do SEBRAE e membros da diretoria local da entidade entre corredores e laboratórios.

 

Laboratórios

O tour realizado com o grupo incluiu paradas em áreas de treinamentos voltados à segurança do trabalho em altura, e que incluem desde um simulador de aerogerador para aulas sobre manutenção e outros serviços em parques eólicos, e um laboratório com certificação GWO/BST, onde são oferecidos treinamentos básicos de segurança reconhecidos pela Global Wind Organisation – organização com presença global que desenvolve padrões de segurança e treinamento para o trabalho em turbinas eólicas onshore (em terra) e offshore (no mar).

 

Na área de pesquisa, desenvolvimento e inovação, os laboratórios de energia solar e de energia eólica do ISI-ER, onde Melles conheceu o primeiro túnel de vento do Brasil projetado para atender a demanda de calibração de equipamentos da indústria eólica, também estiveram no roteiro.

 

Participaram da visita o diretor-regional do SENAI RN, Emerson da Cunha Batista, o diretor de Inovação do Sistema FIERN, Djalma Barbosa Júnior, e, pelo Sebrae, o superintendente no RN, José Ferreira de Melo Neto, o diretor de operações, Marcelo Toscano, e o assessor do presidente do Sebrae Nacional, Gustavo Cesário.

 

“Temos muito espaço para uma boa convivência institucional SENAI e Sebrae e isso envolve desde a incubadora, até aspectos como a atração de eventos”, disse o diretor do ISI-ER e do CTGAS, Rodrigo Mello.  “Quando você raciocina soluções tecnológicas, as missões das duas instituições se encontram e temos muito a construir nessa área, em uma soma de esforços com vantagens competitivas para os nossos resultados e para os resultados das empresas”, acrescenta.

Skip to content
Chat Online!