Comitiva alemã trata no RN de cooperação com CTGÁS-ER e EEBA 2019

6/11/2018   17h58

 

O CTGAS-ER recebeu hoje (06) comitiva alemã composta pela diretora do Ministério Federal de Economia e Energia da Alemanha, Ursula Borak, e do diretor-geral para Cooperação Política e Econômica em Assuntos Energéticos do Ministério Federal de Economia e Energia da Alemanha – BMWI, Klaus Hachmeier, para apresentar a estrutura do SENAI/RN na área de energias renováveis e a viabilidade para realização de uma parceria. O presidente da FIERN, Amaro Sales de Araújo, esteve presente e destacou a realização do Encontro Econômico Brasil – Alemanha (EEBA) no próximo ano, em Natal.

 

“O tema de energias será tratado no EEBA, assim como as micro e pequena empresas. Esperamos ter uma grande presença de empresários brasileiros e alemães”, disse Amaro Sales, enfatizando ainda que o evento irá apresentar o Nordeste brasileiro e não apenas o RN. Ele que também é presidente da Associação Nordeste Forte, afirmou que os nove estados da região estarão presentes; e que está viabilizando a participação do empresariado da região Norte.

 

 

 

A diretora do Ministério Federal de Economia e Energia disse que há o interesse de trazer recursos para região, e também de levar empresários brasileiros para investir na Alemanha. “Tive o prazer de participar dos últimos dois Encontros Econômicos Brasil-Alemanha e estamos muito ansiosos pelo próximo que será aqui”, afirmou Ursula Borak que foi corroborada pelo diretor-geral para Cooperação Política e Econômica, Hachmeier. “Queremos levar empresas daqui para a Alemanha e da Alemanha para cá, mas isso só pode funcionar com uma boa base na parceria, com troca de informação e tecnologia”, enfatizou ele.

 

O cônsul honorário da Alemanha no RN, Axel Geppert, que orientou a visita da comitiva ao RN, falou sobre as parcerias já existentes entre o Brasil e a Alemanha, com destaque para a “passivhaus” (“Casa Passiva”), inaugurada em julho, e construída na unidade do SENAI em São Gonçalo do Amarante. “Construímos recentemente uma casa voltada para a economia de energia. Ela consegue poupar até 75% da energia. Os tijolos vieram da Alemanha e já estão sendo certificados pelo SENAI. Podemos com esta tecnologia por um fim no déficit habitacional do Brasil”, disse.

 

 

Visita ao RN

 

Pela manhã a comitiva visitou as instalações da empresa de carcinicultura Camanor, no município de Canguaretama, e também conheceu os laboratórios e instalações técnicas do Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis do SENAI (CTGAS-ER). As visitas foram guiadas pela diretora Cândida Amália.

 

Também integram a delegação o conselheiro Econômico na Embaixada da Alemanha e Representante do Ministério Federal de Economia e Energia – BMWI na Embaixada em Brasília, Christian Segnitz; o cônsul Honorário da Alemanha no RN, Axel Geppert; o diretor do Departamento de Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia – MME, Carlos Alexandre Pires; Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético, Ministério de Minas e Energia – MME, Eduardo Azevedo; a diretora do Escritório da Germany Trade & Invest (GTAI) no Brasil, Gloria Rosa.

 

 

Além de representantes da Sociedade alemã para a Cooperação Internacional – GIZ, entidade parceira do CTGAS-ER, Annelie Albers, Bernardo Doerr e Carmen Langner; o assistente da Cônsul Geral da Alemanha para o Nordeste, Bernardo Fialho, o representante da Câmara de Comércio e Indústria Brasil Alemanha – AHK São Paulo, Bernd dos Santos Meyer e o intérprete Frank Duesberg.

 

Também participaram do encontro os diretores do Sistema FIERN, Heyder Dantas, Djalma Barbosa Júnior e José Nóbrega; o diretor regional do SENAI, Emerson Batista; o gerente do Centro Internacional de Negócios, Luiz Henrique Guedes; e o superintendente de relações institucionais da FIERN, Helder Maranhão.

 

SOBRE O SENAI

CONHEÇA

ACOMPANHE

TRANSPARÊNCIA

ACESSE

  • Juntos Pelo Desenvolvimento

  • Por uma indústria segura, saudável e produtiva.

  • Com a Indústria pela Inovação, Produtividade e Sustentabilidade.

  • Somos o elo entre o Saber e o Fazer.

  • A força do Brasil na indústria.