Workshop sobre Implementação de Tecnologia Bim será realizado dia 6, na Casa da Indústria

26/04/2019   09h51

 

 

 

 

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil (CBIC), em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-RN) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) realizará no dia 06 de maio, das 14h às 18h, na Casa da Indústria, workshop sobre implementação do “Building Information Modeling” (BIM – Modelagem da Informação da Construção).

 

O evento, que será aberto pelo presidente do Sinduscon-RN, Sílvio Bezerra, e pelo diretor técnico da Sinco Engenharia e líder do projeto de disseminação do BIM, Paulo Sanchez, contará com “Apresentação da coletânea BIM”, exposição sobre o “O papel dos desenvolvedores de software BIM” e relato sobre “Experiências bem-sucedidas de empresas do segmento”.

 

As inscrições podem ser feitas no endereço eletrônico: www.sindusconrn.com.br/bimnatal

 

O Building Information Modeling (BIM) é um novo conceito quando se trata de projetos para construções. Diferente do desenho usual em 2D, uma mera representação planificada do que será construído, a modelagem com o conceito BIM trabalha com modelos 3D mais fáceis de assimilar e mais fiéis ao produto final. Numa comparação simples, seria como abandonar a ideia de fazer o planejamento desenhando mapas e trabalhar diretamente com maquetes.

 

O projeto ideal realizado em BIM deve agregar todas as partes envolvidas no planejamento de uma construção, fornecendo informações aprofundadas sobre cada detalhe da construção e que podem ser utilizadas por todos os envolvidos, desde engenheiros e arquitetos até planejadores e responsáveis pela compra de materiais.

 

Em um software que aplique o conceito, vários profissionais podem trabalhar no mesmo projeto ao mesmo tempo utilizando o mesmo arquivo, adicionando os dados que competem à sua especialidade e vendo as atualizações no modelo em tempo real.

 

Não se trata de facilitar apenas dados como dimensões de paredes e localização de canos hidráulicos e tubos de gás, mas também informações relacionadas a tipos e quantidade de insumos e mão de obra utilizados, por exemplo.

 

A capacidade que o modelo tem de alinhar uma série de dados produzidos por profissionais de diferentes áreas, e que usam ferramentas diversas, representados em três dimensões continua sendo a característica mais famosa do processo BIM, no entanto seus usos vão muito além de um efeito simplesmente estético. São informações que vão ficar para sempre, criando um fluxo de responsabilidades, que pode ajudar até em setores, como o de seguros, ou para pendências jurídicas.

 

SOBRE O SENAI

CONHEÇA

ACOMPANHE

TRANSPARÊNCIA

ACESSE

  • Juntos Pelo Desenvolvimento

  • Por uma indústria segura, saudável e produtiva.

  • Com a Indústria pela Inovação, Produtividade e Sustentabilidade.

  • Somos o elo entre o Saber e o Fazer.

  • A força do Brasil na indústria.