CTGAS-ER será instituição certificada no padrão de treinamento de segurança GWO

31/07/2020   11h33

O CTGAS-ER deverá ser instituição certificada em “Global Wind Organisation” (GWO), um padrão de boas prática das empresas de energia eólica, desenvolvido para assegurar um ambiente de trabalho com elevado grau de segurança em prevenção com relação à acidente de trabalho. A previsão é que até outubro o CTGAS-ER esteja com o treinamento certificado em GWO.

O instrutor e engenheiro de Segurança do CTGAS-ER e do Instituto SENAI de Inovação (ISI-ER), Marcus Eduardo Freias, explica que já são oferecidos cursos, no CTGAS-ER, com treinamento em “NR 35” e “NR 33”, que preparam os interessados em requisitos de segurança. “Com isso, atendemos a indústria eólica”, diz o instrutor.

 

 

 

 

A intenção agora é passar a oferecer esse treinamento também em GWO, que é um curso padrão que surgiu na Dinamarca e, hoje, na Europa é uma exigência para as empresas do setor. No Brasil, a certificação em GWO é também cada vez mais exigida e o treinamento tem sido um requisito na contratação de empresas terceirizadas que prestam serviço às grandes companhias do setor.

“A tendência é que esse tipo de certificação será ainda mais exigido com a ampliação do mercado offshore de energia eólica, no qual os parques aproveitam as forças do vento em alto mar”, acrescenta Marcus Freitas.

 

Para obter essa certificação em GWO, o CTGAS-ER está, além da capacitação de seus instrutores, inclusive na Espanha, preparando uma estrutura, com os equipamentos necessários, que estão em fase de licitação e instalação. No local, haverá uma torre e um simulador para treinamento em altura. Esses equipamentos vão integrar um Centro de Treinamento, com disponibilidade de laboratório.

 

Com isso, uma consultoria está assessorando o CTGAS-ER para o mesmo obter a certificação GWO.

Skip to content
Chat Online!